terça-feira, 18 de setembro de 2007

Sevilla (Sevilla Fútbol Club e Real Betis Balompié)

Aproveitando o texto do Luiz Eduardo, uma breve pesquisa sobre os dois principais times da cidade, o Sevilla e o Betis.

A cidade espanhola de Sevilla, localizada ao sul da Espanha, é a capital da Andaluzia, região formada por oito províncias: Almería, Cádiz, Córdoba, Granada, Huelva, Jaén, Málaga e Sevilla. O nome Sevilla vem da antiga nomenclatura da cidade, Hispallis, de origem latina e que unia os nomes de Itálica (cidade-vizinha fundada pelo general romano Scipião Africano e hoje em ruínas) e Hispania. Com a chegada dos árabes, mudou para Ishbiliya (em árabe, أشبيليّة), de onde surgiu a atual forma "Sevilla", ou como preferem alguns nativos do português, Sevilha.
Fundado em 1905, o Sevilla Fútbol Club é o time mais antigo da cidade. Vermelho e branco, homenagem de parte dos seus fundadores ingleses, o Sevilla já conquistou um Campeonato Espanhol (temporada 45/46), quatro Copas do Rei (1935, 1939, 1948 e 2007), uma Supercopa de España (2007), além de duas Copas da UEFA (2006 e 2007) e uma Supercopa da Europa (2006).

O estádio dos Rojiblancos (alvirrubros) é o Ramón Sánchez Pizjuán, que homenageia o ex-presidente
Ramón Sánchez Pizjuán y Muñoz, que comandava o clube quandos dos títulos de 1939, 1945/46 e 1948. Foi Pizjuán que financiou o estádio, projetado pelo mesmo arquiteto que projetou o Santiago Bernabéu, do Real Madrid, mas morreu antes do estádio pronto. Quem inaugurou o Sánchez Pizjuán foi Ramón de Carranza, sucessor do presidente. Foi nesse estádio que o Brasil estreou na Copa de 1982, ante a União Soviética, com difícil vitória por 2 x 1, além da semifinal entre França e Alemanha, vencida nos pênaltis pelos alemães.

No lado esquerdo superior do escudo, há três figuras, assim como existem no brasão da cidade. São elas: ao centro, São Fernando (o rei Fernando III de Castela e de Leão), importante vulto histórico na reconquista da Andaluzia das mãos dos árabes; à esquerda, Santo Isidoro, um dos grandes estudiosos da Igreja Católica Romana e responsável por muitos dos relatos que contam a história da Espanha e de Portugal; à direita, São Leandro, irmão de Isidoro e responsável pela conversão do rei Recaredo de Hispania, trazendo o catolicismo para a Península Ibérica.

* * *

Fundado em 1907 como España Balompié, o time logo mudou o nome para Sevilla Balompié. Como acontece em muitos times, em 1909 alguns dirigentes se desentenderam com outros e fundaram o Betis Foot-ball Club. Cinco anos depois, o Sevilla Balompié fundiu-se com o Betis FBC, o que fez surgir o Real Betis Balompié.

O nome Betis vem da denominação original do rio Guadalquivir, que se chamava Tertis e posteriormente,
Bætis. Quando Roma governa a região, denomina-a toda de Hispana Betica, nome que persistiu até o século 9: ainda hoje, muitos andaluzes se proclamam "béticos". Também andaluz é a origem das cores do time, que são as mesmas da província da Andaluzia. Já Balompié é uma tentativa, algo frustrada, de se castelhanizar o termo inglês "foot-ball".

Ganhadores do título espanhol da temporada
1934/35 e de duas Copas do Rei (1977 e 2005), os verdiblancos ("alviverdes") jogam no estádio Manuel Ruiz de Lopera, nome do atual presidente do clube. O estádio serviu de sede para a Copa de 1982, quando ainda se chamava Benito Villamarín, homenagem a um dos fundadores: joogaram Brasil 4 x 1 Escócia e Brasil 4 x 0 Nova Zelândia.


4 comentários:

Alexandre Anibal (AA) disse...

Poxa Bindi!

Achei que vc fosse falar também das três figuras que ficam dentro do distntivo do Sevilla.

Mostre pra gente quem são eles!

Abraço!

Alexandre Anibal disse...

Fantástico Bindi! Fantástico!

Sabia que vc tinha a resposta na ponta da língua!

Abraço!

Dassler Marques disse...

oportuno mesmo bindão!
sevilla vive um momento espetacular e que deixa muitas lições.

tive a liberdade de pegar tbm o texto brilhante do nosso amigo Luiz

aliás, outro Luiz :)

abraço, té segunda

ina gracindo disse...

gentem......procurava eu a etmologia da palavra Ishbiliya, quando me deparei com esse blog que além de tudo tem uma prece budista...fala sério....